6 erros comuns ao postar no Facebook e como eliminá-los

Parece, o que pode ser difícil em postar posts no Facebook? Considera-se que qualquer aluno irá lidar com esta tarefa. Mas uma coisa é quando você coloca posts em sua página pessoal, e o outro é em corporativo.

Infelizmente, muitos usuários do Facebook cometem muitos erros ao postar conteúdo em suas páginas públicas, às vezes sem perceber. Parece-lhes que tais “ninharias” como um link extra ou frase não fará o tempo. Como fazer!

Neste artigo, vamos analisar 6 erros comuns que podem estragar até mesmo os posts mais notáveis ​​do Facebook. Estude cuidadosamente esses casos, se você não quiser que o tempo e o esforço que você gasta promovendo sua empresa em uma rede social popular, esteja sob controle.

Número do erro 1: muito texto

Não se esqueça que o Facebook é uma rede social, não um blog. E isso significa que suas postagens devem ser extremamente concisas. Seu objetivo é atrair os leitores para uma das seguintes opções: colocar um curtir, compartilhar, comentar ou seguir o link. Se os seus assinantes virem uma enorme folha de texto na frente deles, o mais provável é que eles simplesmente rolem para baixo sem nem mesmo olhar.

Limite suas postagens no Facebook. Idealmente, seu comprimento não deve exceder 140-200 caracteres.

Seguindo esta regra, você aprenderá como expressar suas idéias de forma clara e concisa e torná-las mais acessíveis aos seus assinantes. Considere, por exemplo, o seguinte post, em que o psicólogo anuncia sua próxima palestra:

Como você pode ver, o autor do post está tentando encaixar muitas informações em um post. No começo, ela indica a data, a hora e o título da palestra. Então ele começa a falar sobre a essência da manipulação e fala sobre os benefícios da palestra e do treinamento. E no final refere-se a outros treinamentos.

Se o seu post acabou por ser igualmente enorme, então é melhor dividi-lo em várias partes e publicá-las durante o dia. No nosso caso, eles podem se parecer com isso:

  • Primeiro post
  • Segundo post
  • Terceiro post
  • Quarta postagem

Erro número 2: vários links em um post

Cada post postado no Facebook deve conter apenas um call to action, seguido por um link. Se houver vários, os leitores ficarão confusos e não conseguirão assimilar informações importantes. Isso, por sua vez, reduzirá o número de cliques nos seus links.

Trate cada postagem do Facebook como um anúncio on-line. Ele deve relatar brevemente uma oferta valiosa, seja uma foto, um vídeo, um e-book ou informações sobre produtos, e incentivar os leitores a realizarem uma determinada ação.

O exemplo, que veremos a seguir, contém até 4 links:

O autor do post exige muito dos leitores: veja o vídeo, inscreva-se nos cursos, estude informações adicionais. Seria muito melhor dividir este post em várias partes (como no parágrafo anterior).

A primeira parte poderia incluir um link para o vídeo, para que os leitores entendam o que é o sistema de Robert Kiyosaki. E na segunda parte, seria possível publicar um link para a página de registro, que, por sua vez, conteria links para informações adicionais ("Ajuda de Registro" e "Como registrar uma Carteira Yandex").

Erro número 3: publicidade explícita de produtos e serviços no post

Esse erro geralmente é cometido por empresários que registraram suas empresas no Facebook há relativamente pouco tempo. Eles consideram essa rede social como uma ferramenta de marketing tradicional, como panfletos e anúncios impressos, e depois se perguntam por que não obtêm nenhum resultado.

Na verdade, não há nada de errado em anunciar seus produtos e serviços por meio de postagens no Facebook. No entanto, você deve mostrar um pouco de criatividade. Suas postagens não devem apenas elogiar sua empresa, mas também fornecer valor aos leitores na forma de bônus ou informações úteis.

Vamos dar uma olhada em duas postagens diferentes no Facebook que promovem produtos e serviços. O primeiro pertence a uma loja de roupas e equipamentos militares:

Neste caso, vemos apenas publicidade e nada mais. A postagem contém apenas o nome do produto e um link para a página do pedido. Não há indício de valor para os leitores.

Aqui está outro exemplo de uma postagem de "publicidade":

Como você pode ver, este post é significativamente diferente do anterior. Os inscritos não são oferecidos cursos de piano regulares, mas a oportunidade de combinar estudo e descanso. Concordo, é muito mais agradável melhorar suas habilidades musicais, vendo as paisagens deliciosas de Provence fora da janela, na expectativa de um jantar francês requintado, e não na audiência sombria e entediante da escola de música, na qual não há nem mesmo uma sala de jantar.

Ao promover produtos e serviços no Facebook, você também pode oferecer aos seus assinantes uma oferta exclusiva. Tomemos o exemplo dos profissionais de marketing da loja de moda online LazyLady:

Devido a essa oferta, os assinantes de lojas on-line se sentem como membros de um grupo privilegiado: afinal, apenas eles recebem um desconto. Assim, eles terão mais incentivo para permanecerem clientes desta empresa e estarem ativos em sua página pública.

Erro 4: ignorar comentários negativos

Ao usar o Facebook e outras redes sociais, você deve sempre ter uma coisa importante em mente: seu trabalho não se limita a postar. Você precisa monitorá-los constantemente para descobrir o quão popular eles são, responder aos comentários dos leitores e otimizar suas atividades de marketing subseqüentes.

Você deve responder a todos os comentários de seus inscritos, que contêm qualquer pergunta, sugestão ou feedback negativo (comentários como "Postagem legal" ou "Concordo completamente!" Não precisa de uma resposta). Se você deixar esses comentários sem atenção, seus assinantes pensarão que você não se importa com as opiniões deles.

Comentários negativos devem ser processados ​​em primeiro lugar, de modo a não exorcizar o comentarista e outros usuários que os notam. Você deve sempre enviar seus argumentos imediatamente abaixo do comentário. Você não deve esperar até que um cliente irritado publique um artigo no jornal local que está destruindo sua empresa. O exemplo a seguir mostra o que pode acontecer ao ignorar comentários negativos:

Como você pode ver, um comentário negativo, não processado a tempo, implica novo feedback negativo, como uma reação em cadeia. Podemos dizer que a reputação do restaurante indicado no post está irrevogavelmente danificada. Os clientes que visitarem este local continuarão a ignorá-lo. Porquê tudo? Porque o pessoal do restaurante não se incomodou em explicar a situação a tempo para o visitante descontente.

Outra coisa é quando os funcionários da empresa respondem imediatamente aos comentários negativos dos clientes, como é o caso da maior rede de restaurantes do Cazaquistão, AB Restaurants:

Um funcionário da empresa respondeu imediatamente à reclamação do cliente, demonstrando respeito por ele. Em tais situações, basta pedir desculpas à pessoa e demonstrar sua disposição de ajudar. Se um funcionário da AB Restaurants não tivesse feito isso, um comentário negativo teria resultado em outros, como no exemplo anterior.

Ao processar comentários negativos, é importante lembrar os seguintes pontos:

  1. Você não deve discutir com o cliente. Se ele reclama, então há uma razão para isso. Então, peça desculpas e tente ajudá-lo. É aconselhável dar a ele um desconto ou outro bônus para compensar danos morais ou materiais.
  2. Atenha-se ao tom informal de comunicação. Se sua resposta a uma crítica negativa for escrita no estilo de uma declaração corporativa ou press release, os clientes pensarão que você está simplesmente tentando se livrar deles. Portanto, evite frases muito formais e secas.
  3. Não exclua comentários negativos. Claro, você quer que sua empresa tenha uma reputação impecável, mas se livrar do feedback negativo não é a melhor solução. Isso causará uma insatisfação ainda maior com seus clientes e eles não usarão mais seus serviços.
  4. Comentários negativos não são tão ruins. Afinal, se um cliente recebeu uma experiência negativa ao interagir com sua empresa, você ainda tem a oportunidade de melhorar e provar a ele que sua opinião não é indiferente para você. Concordo, será muito pior se o cliente não começar a expressar sua insatisfação, mas simplesmente parar de comprar seus bens ou usar seus serviços.

Erro número 5: pedindo por gostos e rassharivaniya

Você não deve ser obsessivo, pedindo por curtir e compartilhar com os assinantes da sua empresa. Você vai parecer um mendigo e assim arruinar sua reputação. Se você ainda quiser aumentar o número de curtidas e distribuir seus posts, ofereça aos seus assinantes um bônus para que eles tenham um incentivo para responder à sua solicitação.

Preste atenção em dois posts que mostram as formas erradas e corretas de obter curtidas e compartilhamentos. No primeiro caso, é óbvio que o autor do post simplesmente implora por curtidas:

Por que os leitores gostam desse post? Devido ao fato de que o evento será "não banal"? Este não é um argumento forte o suficiente. Além disso, os inscritos podem visualizar essa solicitação como uma chamada para "enviar spam" a seus amigos.

E aqui está um exemplo de um post mais bem sucedido com um pedido para colocar um Like:

Neste caso, nada é imposto aos assinantes. Eles decidem se gostam ou não. Os leitores recebem um bônus para promover o post e, se quiserem obtê-lo, naturalmente clicarão no botão "Curtir".

Pergunte aos seus seguidores sobre gostos e compartilhamentos somente se você estiver pronto para oferecer algo em troca.

Você deve fornecer a eles um motivo convincente para eles clicarem no botão Curtir ou Compartilhar. Você pode formular sua chamada à ação da seguinte maneira:

  1. Gosto e ganhe 10% de desconto! A oferta é válida apenas para nossos assinantes.
  2. Curta e acesse fotos e vídeos exclusivos com nossos produtos!
  3. Primeiro de tudo, publicamos informações sobre novos produtos em nossa página no Facebook. Clique em "Curtir" para estar sempre no assunto.

Erro número 6: URLs longos

Os links longos que você inclui em suas postagens entulham suas publicações e dão uma aparência casual. Aqui está um exemplo:

Este abracadabra de números aleatórios e letras ocupa duas linhas inteiras e estraga visivelmente a aparência do post, não é?

E aqui está outro exemplo que já usa um link curto:

Como você pode ver, o post se tornou mais conciso, preciso e legível. E tudo graças à redução no comprimento do link.

Quer reduzir o tamanho dos seus URLs? Você pode fazê-lo facilmente usando o serviço gratuito Bitly.com:

É muito fácil de usar. Basta digitar seu URL no campo vazio e clicar no botão "Reduzir". Como resultado, você receberá uma URL única e elegante que não incomodará mais seus inscritos.

Não negligencie as pequenas coisas

Então, nós revisamos os principais erros que poderiam estragar a atratividade de seus posts na rede social Facebook. Esteja atento a todos os detalhes de suas publicações, por mais insignificantes que possam parecer. Afinal, é a partir de trivialidades que os clientes reais e potenciais pensam sobre sua empresa.

Loading...

Deixe O Seu Comentário